Arquivo | Recomendamos RSS feed for this section

Série Energias Renováveis: Fontes Inesgotáveis e Sustentáveis

24 jan

O  desequilíbrio relativo ao uso  dos recursos energéticos não renováveis como exemplos o carvão, petróleo, gás natural vem tomando  uma grande  proporção mundial, o aumento populacional, a aquisição de novos hábitos de consumo e os progressos tecnológicos levaram a uma grande exploração dos recursos da Terra. Este ritmo descontrolado da rumo a novos desastres ambientais como o aquecimento global e os diversos problemas ecológicos.  O esgotamento destes recursos obrigam a desenvolver-se uma nova política no cenário energético. O aproveitamento dos recursos naturais de maneira correta e responsável é o principal passo para reverter este quadro. A prioridade é incrementar a eficiência energética, porém esta tem limites  econômicos e termodinâmicos. As fontes renováveis utilizam recursos naturais considerados inesgotáveis pela sua capacidade de se regenerar, como: o Vento (Energia eólica), Sol (Energia Solar, fotovoltaica), os rios e correntes de água doce (Energia hidráulica), os mares e oceanos (Energia mareomotriz e a energia das ondas), calor da terra (energia geotérmica) , matéria orgânica (biomassa,biodiesel)  entre outros.

Vantagens:

  • Podem ser consideradas inesgotáveis à escala humana comparando aos combustíveis fósseis;
  • O seu impacto ambiental é menor do que o provocado pelas fontes de energia com origem nos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás), uma vez que não produzem dióxido de carbono ou outros gases com “efeito de estufa”;
  • Oferecem menos riscos do que a energia nuclear;
  • Permitem a criação de novos postos de emprego (investimentos em zonas desfavorecidas);
  • Permitem reduzir as emissões de CO2, melhor a qualidade de Vida (um Ar mais limpo);
  • Reduzem a dependência energética da nossa sociedade face aos combustíveis fósseis;
  • Conferem autonomia energética a um país, uma vez que a sua utilização não depende da importação de combustíveis fósseis;
  • Conduzem à investigação em novas tecnologias que permitam melhor eficiência energética.

A energia é essencial para o bem-estar tanto  no âmbito social quanto ao econômico. As exigências estão cada vez maiores em relação ao consumo de energia a nível mundial.  Atualmente, a satisfação das necessidades enérgicas no mundo assenta sobretudo na exploração dos combustíveis fosseis. Neste momento é imprescindível adaptar um novo modelo baseado nas difusões das energias renováveis e eficiência energética.  Há gestos simples que, sem aumentar o consumo de energia, melhoram o conforto doméstico introduzem benefícios econômicos e ambientais de longo prazo. A redução dos consumos energéticos pode também ser conseguida através da aquisição de equipamentos mais eficientes e econômicos, mas também da sua utilização mais responsável.

Por: Laís Emily

21 de Setembro dia da Árvore- Plante esta ideia

21 set

A origem da “Festa da Árvore”, que se realizou pela primeira vez no Seixal em 1907 por iniciativa da Liga Nacional de Instrução, encontra-se intimamente associada aos ideais e valores do republicanismo, destacando-se de modo muito particular nos primeiros anos da I República. Entre 1912 e 1915, as festas da Árvore seriam fortemente impulsionadas pelo jornal Século Agrícola, com especial relevo para a que se realizou na Amadora, em 1913.A par da sensibilização para a proteção das florestas nacionais, este modo de celebrar a árvore veio cumprir também um ideal educativo, pedagógico e cívico mais amplo, ao dirigir-se em especial às crianças e jovens em idade escolar que, no seu conjunto e ao plantar simbolicamente uma árvore, descobriam o seu patrimônio florestal e ocupavam o seu espaço próprio de participação e cidadania. Ao ato de plantação associavam-se também palestras e textos educativos sobre a árvore e a importância da floresta, sem esquecer os poemas compostos pelos alunos e recitados durante a festa ou ainda os hinos cantados em uníssono como homenagem à árvore. (Inês Queiroz)

O dia 21 de Setembro prenuncia a chegada da primavera no hemisfério sul. No Brasil, o amor e respeito pelas árvores é representado fortemente pelos laços indígenas como representantes maiores da imensa riqueza natural que possuímos. Devemos respeitar a árvore, não só pelo que é em si mesma, mas por ser necessária à nossa própria vida. Quando alguém destrói uma árvore, está destruindo uma fonte de vida no planeta. Hoje é momento para refletir sobre a conservação da natureza e preservação das nossas matas. Momento para plantar mais uma árvore e ajudar a preservar o nosso planeta.

Laís Emily

Poluição do Ar X Saúde Pública

27 jul

O nível de qualidade do ar é a interação entre a atmosfera e as diversas fontes de poluição. Este determina o surgimento  de diversos efeitos nocivos sobre seus receptores, sendo eles os seres humanos, fauna, flora e os materiais. No inverno, freqüentemente ocorrem dias com baixa umidade do ar e estimula a alta concentração de poluentes, o que nestas condições, acarreta a várias complicações na saúde, exemplos deste fato são doenças respiratórias devido o ressecamento das mucosas, irritação nos olhos e ressecamento da pele. Os efeitos dos poluentes atmosféricos na saúde humana e também nos ecossistemas dependem essencialmente da sua concentração e do tempo de exposição, existindo fatores que determinam maior ou menor severidade dos efeitos, tais como condicionamento físico, idade e estados nutricional o que torna necessária a avaliação para os diferentes grupos de risco. Os níveis de umidade do ar determinam quais as necessidades e prevenções devem ser tomadas para evitar as complicações na saúde. Quando a umidade relativa do ar estiver entre 20 e 30%, é melhor evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas e umidificar o ambiente através de vaporizadores. Verificando-se que a umidade do ar fique entre 20% e 12%, é recomendável suspender exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas e evitar aglomerações em ambientes fechados. Mas, se a umidade for menor do que 12% é preciso interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas e determinar a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados mantendo umidificados os ambientes internos. A conscientização de toda população é necessária através de estratégias de controle à poluição de como reduzir ou eliminar  resíduos ou poluentes nas fontes geradoras  por meio de ações que promovam a redução de desperdícios e a conservação de recursos naturais.

Laís Emily

Tecnologia Sustentável – Coleta de Lixo

7 jun

Os diversos resíduos gerados pela população urbana e os descartes inadimplentes de rejeitos industriais são grandes problemas no cenário ambiental. Um novo sistema sustentável de coleta de lixo esta sendo aplicado em Barcelona e é um grande exemplo de como a coleta automática de resíduos contribui para a melhoria do ambiente urbano, revolucionando desta forma a maneira de transportar o que é jogado nas lixeiras,  se antes as correntes d’água eram sinônimo de transporte de resíduo hoje podemos contemplar uma maneira inteligente de poupar nosso precioso recurso.

 Para resultar uma melhoria na qualidade ambiental e de vida, atitudes e decisões devem ser tomadas por todos nós, a educação ambiental e a reflexão nos habituam enquanto consumidores a exercer escolhas que ajudam a minimizar os impactos ambientais conciliando desenvolvimento a sustentabilidade.

Laís Emily

Escola Verde idéia inspiradora

1 jun

Um amigo recomendou que eu assistisse esse vídeo, e achei realmente incrível..

não podia deixar de compartilhar!!

espero que aproveitem assim como eu, e floresça de idéias nossos espíritos

Um beijo

Thaianna

Documentário Entre Rios

29 maio

Entre Rios conta de modo rápido a história de São Paulo e como essa está totalmente ligada com seus rios. Muitas vezes no dia-a-dia frenético de quem vive São Paulo eles passam desapercebidos e só se mostram quando chove e a cidade pára. Mas não sinta vergonha se você não sabe onde encontram esses rios! Não é sua culpa! Alguns foram escondidos de nossa vista e outros vemos só de passagem, mas quando o transito pára nas marginais podemos apreciar seu fedor. É triste mas a cidade está viva e ainda pode mudar!

O video foi realizado em 2009 como trabalho de conclusão de Caio Silva Ferraz, Luana de Abreu e Joana Scarpelini no curso em Bacharelado em Audiovisual no SENAC-SP, mas contou com a colaboração de várias pessoas que temos muito a agradecer.

TRABALHO MARAVILHOSO

CONFIRAMMM AMIGOS RELLIGARE

Preservar x Produzir – O Desafio do Novo Código Florestal Brasileiro

2 maio

A degradação das florestas brasileiras vem atingindo dimensões alarmantes em todos os biomas, colocando toda a biodiversidade em risco de extinção devido à desintegração do habitat.  Manejos florestais e programas de plantios de espécies nativas são algumas das medidas governamentais contra o processo de devastação ambiental com objetivos de recuperar os ecossistemas devastados. A publicação do Código Florestal ocorreu em 1934 e vem sofrendo diversas modificações ao longo dos anos, porém seu objetivo central é sempre manter a proteção do patrimônio ambiental brasileiro. Esses bens são mais que uma diversidade de arvores e animais, é o que garante a fartura de água e qualidade do nosso solo e responde pelo Brasil ser um dos maiores produtores na rede alimentícia. Portanto destruir as florestas é colocar primordialmente a economia do país em risco. A definição do novo Código Florestal brasileiro em pauta no Congresso, atualmente abre brechas na legislação com perspectivas de aumentar o desmatamento, prejudicando nossas esperanças de prosperidade. Faz-se necessário revisar o atual Código Florestal para a correção desta distorção da Lei 4.771/65, não desconsiderando as áreas já utilizadas com atividades agropecuárias e, ao mesmo tempo, ampliar a realidade da disciplina sobre o uso correto da vegetação existente no país abrindo espaço desta forma para a aplicação de condutas ambientais adequadas.

” Uma lei não pode se adaptar aos interesses de um único grupo, nem anistiar de forma irresponsável crimes do passado: a anistia é a premiação do crime – e a indicação que o desrespeito vale a pena no Brasil. “ (Greenpeace Brasil)

É, por isso, importante influenciar positivamente as estruturas globais, para travar a destruição da floresta e preparar o caminho para um aproveitamento ecologicamente aceitável  garantindo a segurança do território.

Laís Emily