Consumo x Transgênicos

30 mar

A biodiversidade vem sofrendo impactos ambientais causados pelos fluxos de intercâmbios biológicos (animais e vegetais) e isso tende a enfatizar as preocupações sobre a chamada poluição genética. Estes impactos vêm sendo muito discutidos dentre as diversas sociedades: científica, política e a comunidade leiga. As empresas de biotecnologia que usam como matéria-prima a fauna e a flora, dos quais extraem princípios ativos, não se sentem diretamente responsáveis pela preservação desses ecossistemas. A natureza dos riscos ambientais depende das características principais de cada espécie, do transgene e a lavoura na qual será implantada. O desequilíbrio ambiental causado pela agricultura reside na necessidade do fornecimento de matéria-prima e alimentos para a manutenção da nossa sociedade. Embora hoje o problema não esteja relacionado ao volume de produção agrícola, a população mundial encontra-se cada vez maior. Por isso a ciência não pode frisar esta questão quando fato já estiver instalado. O que se busca atualmente é a redefinição de diretrizes e estratégias que apresente o menor impacto ambiental possível. Este é o ponto de partida para a conservação da biodiversidade genética, de espécies e de ecossistemas. Faz-se necessário a criação de uma política aberta e didática, exposta claramente à comunidade, para que a mesma tenha um maior conhecimento entorno dos transgênicos e se posicione perante seu consumo.

Laís Emily

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: